Federação Portuguesa da Indústria da Construção e Obras Públicas

A CONSTRUÇÃO EM DEZEMBRO DE 2021

Previsões apontam para aceleração da produção da Construção em 2022

As mais recentes previsões divulgadas pelo Banco de Portugal indicam que a economia nacional deverá registar um crescimento significativo em 2022, com o PIB a crescer 5,8%, em termos homólogos. Para o setor da Construção as previsões apontam igualmente para uma aceleração da atividade, antecipando-se um acréscimo real do Valor Bruto de Produção do Setor em 2022 entre 4,0% e 7,0%, intervalo a que corresponde um ponto médio de 5,5%. No segmento da construção de edifícios residenciais prevê-se que a taxa de variação real se situe entre 4,0% e 7,0%, ou seja, 5,5% em termos médios, tendo em consideração o atual dinamismo da procura de habitação. Relativamente ao segmento da construção de edifícios não residenciais, as previsões apontam para um ligeiro crescimento em 2022, que deverá situar-se entre 0,2% e 3,2%, a que corresponde um ponto médio de 1,7%, em resultado de um comportamento pouco dinâmico na componente privada e de um acréscimo de atividade na componente pública. O segmento da engenharia civil deverá ser, novamente, o mais dinâmico, prevendo-se que o valor bruto da produção em 2022 cresça entre 6,0% e 9,0%, correspondendo um ponto médio de 7,5%, refletindo a evolução do mercado de obras públicas, tendo-se verificado um aumento de 4,4% no valor dos contratos de empreitadas celebrados até novembro de 2021. 

CONSTRUCTION IN DECEMBER 2021

Forecasts point to acceleration of Construction production in 2022

The most recent forecasts released by Banco de Portugal indicate that the national economy should register significant growth in 2022, with GDP growing by 5.8% year-on-year. For the Construction sector, forecasts also point to an acceleration of activity, anticipating a real increase in the Gross Production Value of the Sector in 2022 between 4.0% and 7.0%, an interval corresponding to an average point of 5 .5%. In the segment of construction of residential buildings, the real rate of change is expected to be between 4.0% and 7.0%, that is, 5.5% on average, taking into account the current dynamism of housing demand. . Regarding the segment of construction of non-residential buildings, forecasts point to a slight growth in 2022, which should be situated between 0.2% and 3.2%, which corresponds to an average point of 1.7%, as a result less dynamic behavior in the private component and an increase in activity in the public component. The civil engineering segment should once again be the most dynamic, with the gross value of production in 2022 being expected to grow between 6.0% and 9.0%, corresponding to an average point of 7.5%, reflecting the evolution public works market, with an increase of 4.4% in the value of public works contracts signed up to November 2021 (Google translation).

© 2011 Fepicop. Todos os direitos reservados.

Redicom.pt